Notícias

Vocalista do Casting Crowns fala da vitória sobre o câncer: \Aprendi a deixar a Igreja me amar\

Vocalista do Casting Crowns fala da vitória sobre o câncer: \Aprendi a deixar a Igreja me amar\

Enquanto a premiada banda Casting Crowns lança o seu novo álbum, o vocalista Mark Hall falou mais sobre a sua batalha contra o câncer e o tema importante por trás do novo disco.

O oitavo álbum de estúdio do 'Casting Crowns' está focado em levar as pessoas a Deus com canções honestas, que apresentam um som alegre e renovador. Superando 10 milhões de álbuns em vendas, o grupo tem investido em músicas com uma mensagem de esperança em Cristo desde 2007 e não dá sinais de que pretende se aposentar.

"Todos os álbuns são pessoais para nós, porque as músicas que escrevemos saem do nosso ministério na igreja local. Eu tenho atuado como pastor de jovens e no domingo passado eu comemorei 15 anos na igreja que eu estou em agora, em South Atlanta, da Primeira Igreja Batista 'Eagle Landing", disse Hall disse em uma entrevista ao 'Christian Post'. "Qualquer música que você já tenha ouvido do Casting Crowns, antes de ser uma canção, era um estudo bíblico ou um devocional ou nasceu de um momento ou situação que pareceu ser um tempo de provação para as famílias".

"Eu sempre digo o seguinte: se canto uma canção sobre uma menina, é uma canção sobre uma menina - essa coisa está acontecendo, isso é a vida real", disse ele. "Isso é o que faz com que a música cristã tão incrível porque a maioria dos gêneros cantam e falam sobre a vida real".

Em março de 2015, logo após o Casting Crowns lançar seu álbum de "Glorious Days: Hymns of Faith", Deus respondeu às orações de milhares em todo o mundo, que oraram para que Hall vencesse uma dura batalha contra o câncer. Os médicos removeram com sucesso um tumor canceroso em seu rim direito e o vocalista admite que a experiência mudou sua vida para sempre.

"Entre os lançamentos destes dois discos eu fui diagnosticado com câncer e tive um rim removido. Passei por uns cinco meses de uma certa tempestade em nossa família. Quando você está no ministério de jovens, está sempre focado em ajudar outras pessoas a lidarem com problemas. Eu sou o cara que está ajudando todo mundo: 'vai ficar tudo bem, você vai passar por isso e eu vou estar lá com você'. E, de repente, eu me tornei a pessoa que estava recebendo o telefonema do médico [com o diagnóstico] e eu sou o único de ouvir todas essas coisas. Isso realmente me humilhou em diversas maneiras, porque eu não queria parecer ferido bem na frente das pessoas", ele disse.

O cantor e pastor admitiu que apesar de ele ser uma pessoa com uma imagem pública, estar no palco e ser um pastor, ele não estava acostumado a receber cuidado de outras pessoas.

"Eu não sou realmente bom em ser confortado, consolado... então eu realmente tive que aprender a deixar a igreja me amar e orar por mim. Isso foi tão bom para mim", disse Hall. "Agora, quando eu cantar até mesmo as canções antigas nossas, com 'Praise You Through The Storm' ('Te Louvando em Meio à Tempestade') - Eu sempre soube o que era porque eu escrevi para os amigos que lutaram contra dificuldades, mas agora eu mesmo vivi isso e é um mundo totalmente novo para mim".

O cantor e compositor talentoso descreveu o câncer, comparando-o a um desastre natural que deixa uma esperança.

"O câncer é como um terremoto. Há um monte de maneiras de lidar com as coisas na vida. Se há uma tempestade, você corre para se esconder. Se há um incêndio, você também busca ficar longe dele. Mas quando a terra sob você treme, o que você faz? O câncer é um terremoto. Ele simplesmente abala tudo em você", disse ele.

Quando questionado sobre o significado por trás do título do novo álbum, Hall explicou que tantas pessoas nos dias atuais estão muito ocupadas em cumprir as metas futuras que não dão importâncio para o que Deus quer fazer por meio delas agora.

"Especialmente a nossa geração mais jovem, sentimos que estamos todos nesta fase de preparação para algo maior, como se o agora realmente não fosse a vida ainda e nós estamos apenas nos preparando para a nossa 'vida de verdade", disse Hall.

Ele ilustrou sua fala com o sistema escolar e como a pré-escola prepara uma criança para a escola primária, depois a escola primária para o ensino médio e o ensino médio para a faculdade.

"Tudo está indo em direção a algo maior, como se você ainda não tivesse chegado lá. Eu acho que muitas vezes nos sentimos assim sobre nossas vidas. Nós nos sentimos como: 'OK, Deus... isso pode não ainda ser concreto, aqui neste pequeno trabalho que eu tenho, neste pequeno hobby que eu tenho ou neste pequeno mundo que eu estou vivendo'. Nós estamos sempre olhando para a frente e acho que estamos perdendo alguma coisa grande", disse ele à CP.

"Eu ouço os meus adolescentes dizerem que o tempo todo: 'eu quero fazer coisas grandes'. O que eu digo a eles é: 'Para Deus, as coisas grandes sejam provavelmente a pessoa que está sentada ao seu lado hoje na escola ou provavelmente a pessoa que está pressionando o seu coração todos os dias, te incomodando, porque você que ninguém fala com ela'. É provavelmente este chamado que surge, cada vez que você ouve sobre isso", Hall continuou. "Grandes coisas para Deus não são as que vão acontecer daqui a um ano, elas podem acontecer agora. Você não foi posto aqui para esperar, você foi colocado aqui para conhecer a Deus e fazê-lo bem conhecido onde você está, no seu contexto".

O cantor também acrescentou que a obediência a Deus nas pequenas e grandes coisas vão levar as pessoas a viver o dia de hoje e também aguardando para saber o que Deus quer que eles façam futuramente.

"Seguir a Deus é realmente apenas dizer: 'Jesus, eu te amo tanto, eu vou fazer a próxima coisa que você quiser, apenas me diga o que devo fazer", disse Hall.

Enquanto o Casting Crowns passou se tornou um sucesso de vendas de discos, a banda conseguiu manter a verdadeira essência por trás de sua música.

"Podemos nos aventurar e experimentar coisas que são divertidas, mas não quero nunca uma canção com letras vagas, para que você tenha que ouví-la três ou quatro vezes e depois dizer: 'Oh, é disso que a música fala'. Eu não quero que ninguém ouça uma música do Casting Crowns e não saiba o seu significado logo na primeira vez", afirmou.

O Casting Crowns vai pegar a estrada este mês com a turnê "The Very Next Thing", apresentada pela Compassion Internacional e pelo Museu da Bíblia. A turnê contará com a parceria do amigo Matt Maher e a estreante convidada especial, Hannah Kerr.


< Voltar

Copyright 2017

Alphanet Digital Grupo Alphanet